A Relação entre Comunicação e Confiança no Ambiente de Trabalho: Análise da Pesquisa “Melhores Empresas para Trabalhar”.

Cibelli Pinheiro Almeida

Abstract


Estudos sobre confiança no contexto das relações interpessoais e organizacionais são realizados, no entanto, em se tratando da relação entre confiança e comunicação e sua influência na gestão das pessoas, pouco tem-se visto. O propósito deste artigo direciona-se neste sentido, em refletir sobre a possível contribuição da comunicação no processo de geração de confiança e de construção de um melhor ambiente de trabalho. Considerando que as Relações Públicas tem papel fundamental na criação destas relações de confiança. Partindo da revisão bibliográfica, busca-se compreender a relação entre comunicação e confiança, e através da análise da pesquisa realizada pelo Instituto Great Place to Work em 45 países, entender o que torna um ambiente de trabalho excelente. A pesquisa avalia o nível de confiança dos empregados em cinco dimensões: Credibilidade, Respeito, Imparcialidade, Orgulho e Camaradagem; e na perspectiva da liderança, em nove Práticas Culturais de gestão de pessoas. Propõe-se verificar a frequência e dimensões de questões relacionadas à comunicação, bem como analisar os temas inerentes ao processo comunicativo no instrumento utilizado pelo Great Place to Work, que definem o resultado para classificar e reconhecer “Uma Melhor Empresa para Trabalhar”.


Keywords


Comunicação; Relações Públicas, Confiança; Gestão de Pessoas.

Full Text:

PDF

References


Andrade, Cândido Teobaldo de Souza Andrade (1983). Para entender relações públicas. 3ª edição. São Paulo: Edições Loyola.

Bennis, W. G., et al. (2008). Transparência: como criar uma cultura de valores essenciais nas organizações. Rio de Janeiro: Elsevier.

Boiry, Philippe A. (1998). Relaciones públicas o la estrategia de la confianza. Barcelona: Ediciones Gestion 2000, SA.

Covey, S. M. R. (2008). O poder da confiança: o elemento que faz toda a diferença. Rio de Janeiro; Elsevier; São Paulo: Franklin Covey.

Drumond, V. S. (2007). Confiança e liderança nas organizações. São Paulo: Thonsom Learning Edições.

Fernandes, Raika L. Bueno (2008). Confiança e liderança: As repercussões do exercício da liderança no desenvolvimento da confiança em relações interpessoais [On line]. Dissertação de mestrado em administração nas Faculdades Integradas de Pedro Leopol-do. [http://www.unipel.edu.br/2011/media/pdf/mestrado/dissertacoes_2008/ disserta-cao_raika_l._b._fernandes.pdf].

França, F. & Leite, G. (2007). A comunicação como estratégia de recursos humanos. Rio de Janeiro: Qualitymark.

Galford, Robert; Drapeau, Anne S. (2003). ‘The Enemies of Trust’ [On line]. Harvard Business Review, February. [http://capitalquality.org/Documents/enemies_of_trust.pdf, acedido em 24/04/2013].

Great Place to Work (2012). ‘Nossa história, cronograma’ [On line], [http://gptwbr.nonprofitsoapbox.com/sobre-nos/nossa-historia/cronograma-do-great-place-to-workr], acedido em 24/02/2013.

Levering, Robert (1990). A Great Place to Work: What Makes Some Employers So Good – And Most So Bad. 2a ed. Avon Books.

Levering, Robert (2010). Transformando a cultura do ambiente de trabalho – a perspectiva do Great Place to Work Institute, 25 anos. São Paulo: Primavera Editorial.

Limonge, A.C. (2007). Práticas de recursos humanos: conceitos, ferramentas e procedimentos. São Paulo: Atlas.

Mariotti, D. F. & Swirski, Y. Souza (2005). Relações de confiança na dinâmica de uma organização. In: Anais XXIX ENANPAD, Brasília.

Novelli, José G.; Nayme, Fischer & Rosa M, Mazzon, José A. (2006). ‘Para entender Administração’ – Revista de Administração USP. [On line]. Fatores de confiança no ambiente de trabalho, 41 (4): 442.452. [http://www.revistasusp.sibi.usp.br/pdf/rausp/ v41n4/v41n4a8.pdf].

Mussak, E. (2010). Gestão humanista de pessoas: o fator humano como diferencial competitivo. Rio de Janeiro: Elsevier.

Navarro, L. & Gasalla, J. M. (2007). Confiança: a chave para o sucesso pessoal e empresarial. São Paulo: Integrare Editora.

Navarro, L. & Gasalla, J. M. (2010). Confiança, o diferencial do líder: a formidável e intrigante história de um desafio de gestão. São Paulo: Integrare Editora.

Pimenta, M.A. (2004). Comunicação Empresarial: conceitos e técnicas para administradores. Campinas, SP: Editora Alinea.

Pinheiro, Cibelli & Tourinho, Tânia (2012). Você confia no seu líder? Liderança baseada na confiança e confiança baseada na comunicação. Rio de Janeiro: Editora Qualitymark.

Robbins, S.P. (2009). Fundamentos do comportamento organizacional, tradução técnica Reynaldo Marcondes, São Paulo: Pearson Prentice Hall.

Rodrigues, Talita Macedo (trad.) (1999). ‘Comunicação eficaz nas empresas: como melhorar o fluxo de informações para tomar decisões corretas’. Havard business review book, coletânea de artigos da revista. Bartolomé, Fernando (1999), Ninguém confia plenamente no chefe – E daí? Rio de Janeiro: Campus, pp.3-15.

Shay S. Tzafrir, Simon L. Dolan, (2004) ‘Trust Me: A Scale for Measuring Manager-Employee Trust’ [On line]. Management Research: The Journal of the Iberoamerican Academy of Management, Vol. 2 Iss: 2, pp.115 – 132 [http://www.emeraldinsight.com/journals. htm?articleid= 1839257&show=abstract, acedido em 24/01/2013].

Siqueira, Mirlene Maria Matias (org) (2008). Medidas do comportamento organizacional: ferramentas de diagnóstico e gestão. Oliveira, Áurea de Fátima e Tamayo, Álvaro (2008). Confiança do empregado na organização, Porto Alegre: Artmed, pp. 7-107.

Simões, Vítor. (2010). Gerindo um bem escasso: o papel da comunicação interna na construção de confiança na organização. Dissertação de Mestrado do Instituto Politécnico de Lisboa [http://repositorio.ipl.pt/handle/10400.21/1029 , acedido em 14/01/2012].

Zanini, M. T. (2007). Confiança: o principal ativo intangível de uma empresa – pessoas, motivação e construção do valor. Rio de Janeiro: Elsevier.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.


International Journal of Marketing, Communication and New Media

ISSN: 2182-9306

 

International Networks of Indexing: GOOGLE SCHOLAR - LATINDEX - REDIB - RCAAP - OAJI.