Investimento Direto Estrangeiro na Guiné-Bissau

Fernando Ber, Fernando Oliveira Tavares, Luís Pacheco

Abstract


Este artigo tem como objetivo analisar o investimento direto estrangeiro por países de origem e por setores de atividade económica na Guiné-Bissau. O estudo tem por base a análise das estatísticas do Instituto Nacional de Estatística da Guiné-Bissau (INE-GB), da Direção Geral da Pecuária da Guiné-Bissau (DGP-GB), da United Nations Conference on Trade and Development (UNCTAD) e da Direção Geral de Promoção de Investimento Privado (DGPIP). Com o retorno da estabilidade política, espera-se que o IDE dinamize a Guiné-Bissau, proporcionando infraestruturas e elevando a produtividade da economia.

Os principais setores de atividade recetores de investimento direto estrangeiro (IDE) na Guiné-Bissau são atividades das indústrias extrativas, atividades de transporte e telecomunicações e construção civil. O IDE pode dinamizar a capacidade inovadora de uma determinada região através das políticas apropriadas, tornar mais barato os produtos básicos para exportação da Guiné-Bissau, proporcionar as infraestruturas essenciais, elevar a produtividade geral da economia.


Keywords


Investimento Direto Estrangeiro, Guiné-Bissau, Investimento em África.

Full Text:

PDF

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Portuguese Journal of Finance, Management and Accounting

e-ISSN: 2183-3826

 

International Networks of Indexing: GOOGLE SCHOLAR, RCAAP, REBID, DRJI